Pizzaria do Paulista encerrado topo
Paraíba

Fábrica de Pitimbu transformará óleo recolhido em praias do Nordeste em matéria-prima para geração de energia

A informação foi confirmada pela Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) – entidade que representa dez grupos responsáveis por 80% do cimento produzido no país.

31/10/2019 17h32
Por: wallisson oliveira
Fonte: clickpb

Uma fábrica de cimento localizada na praia de Pitimbu, no litoral Sul da Paraíba transformará o óleo recolhido de praias no Nordeste em matéria-prima alternativa para a indústria. A informação foi confirmada pela Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) – entidade que representa dez grupos responsáveis por 80% do cimento produzido no país.

Uma das fábricas que está em negociação para receber esse material é o Grupo Brennand Cimentos empresa pernambucana, que mantém uma unidade instalada em Pitimbu, no Litoral Sul da Paraíba.

Segundo a ABCP, os detalhes logísticos e comerciais referentes ao manuseio do óleo estão sendo tratados, individualmente, por cada uma das cimenteiras e órgãos estaduais envolvidos. Esse reaproveitamento será feito por meio da tecnologia do coprocessamento, utilizada para substituir os combustíveis fósseis como coque de petróleo e carvão mineral na geração de energia térmica para a fabricação de cimento.

O processo aproveita resíduos de diferentes naturezas, como de atividades agrícolas, industriais e urbanos em substituição a estas matérias-primas não renováveis para a geração de energia. Nos últimos quinze anos, foram coprocessadas cerca de 13 milhões de toneladas de resíduos nas fábricas de cimento do Brasil.

O presidente em exercício, Davi Alcolumbre, afirmou que vai editar uma Medida Provisória (MP) para liberar recursos emergenciais aos municípios nordestinos atingidos pela mancha de óleo. “[Uma MP] para que os recursos cheguem na ponta, para que os estados e municípios possam de fato promover um aporte num contingente de trabalhadores nessas regiões, que já tiraram mais de mil toneladas desse rejeito das praias do Nordeste”, comentou, em entrevista coletiva em Alagoas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.