Quinta, 21 de março de 2019
(83)98617-2303
Saúde

13/03/2019 ás 14h13

wallisson oliveira

João Pessoa / PB

Pacientes denunciam interrupção em quimioterapias no Napoleão Laureano por falta de medicamentos
De acordo com o hospital, os medicamentos já foram comprados e quando chegarem, os pacientes serão contatados para continuar seus tratamentos e fazer a aplicação.
Pacientes denunciam interrupção em quimioterapias no Napoleão Laureano por falta de medicamentos

 


Vários pacientes do Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, estão com seus tratamentos de quimioterapia paralisados devido à falta de medicamentos. Os registros são de interrupção dos tratamentos desde o final do mês de fevereiro e foram recolhidos pela equipe de reportagem do ClickPB. Segundo informações do hospital, houve um atraso na distribuição dos materiais pelos fornecedores.


Ainda de acordo com o hospital, os medicamentos já foram comprados e quando chegarem, os pacientes serão contatados para continuar seus tratamentos e fazer a aplicação.


A situação preocupa os pacientes, que não têm certeza sobre a continuidade de seus tratamentos, tendo em vista a falta de material para a aplicação. Algumas pessoas enfrentam já uma situação grave devido à doença e agora precisam conviver também com a demora e incerteza no tratamento.


A família de um menino de Paulista, no Sertão do Estado, começou uma campanha através das redes sociais em busca de doação para financiar a compra do medicamento que está precisando. Segundo informou em publicações, o seu tratamento foi interrompido na ultima segunda-feira (11) e ele precisa tomar duas doses do medicamento. No entanto, cada dose custaria R$ 5.300. Além do medicamento, o menino também está precisando de plaquetas de sangue.



 


Uma mulher, também do Sertão do Estado, que deveria ter sido submetida a uma sessão no dia 27 de fevereiro, até o momento não tem informações de quando poderá receber a aplicação do medicamento. Lidando com a incerteza na continuidade do atendimento, ela está buscando alternativas até mesmo em hospitais referência no tratamento do câncer em outros estados, como no Rio Grande do Norte e em São Paulo.


Ainda no final do ano passado, o ClickPB denunciou a interrupção no tratamento de outros pacientes também devido à falta de medicamentos. Na época, o medicamento em falta era o Taxol, também com atraso na entrega devido aos fornecedores.

FONTE: Clickpb

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium